24°C 25°C
Salvador, BA
Publicidade

Nestlé e SENAI buscam soluções que promovam uma transição energética sustentável

São R$ 6 milhões de reais disponíveis para impulsionar as cadeias produtivas da Nestlé Brasil 

19/03/2024 às 10h20 Atualizada em 19/03/2024 às 11h19
Por: Dna de Sucesso Fonte: Assessoria
Compartilhe:
Nestlé e SENAI buscam soluções que promovam uma transição energética sustentável

As energias renováveis, fontes naturais de energia que se regeneram substituindo o uso dos combustíveis fósseis, têm como uma de suas principais vantagens produzir menos ou nenhum gás de efeito estufa, reduzindo o impacto ambiental. 

Buscando incentivar o potencial desta solução, a Nestlé e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) escolheram o tema: “Inovação em sustentabilidade energética e eficiência” como um dos desafios da chamada “Inovação em Alimentos: Transformando o Futuro do Sistema Alimentar”

O objetivo é mapear ideias inovadoras que promovam a transição para uma matriz energética sustentável e que, também, ajudem a melhorar as cadeias produtivas da Nestlé. O edital, apoiado pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI) e operacionalizado pelo Senai Paraná, conta com um aporte de R$ 6,25 milhões, sendo R$ 5 milhões da Nestlé e R$ 1,25 milhão do SENAI. 

Quem pode participar da chamada?  

A chamada tem como público-alvo Institutos Senai de Inovação, Institutos de Ciência e Tecnologia – ICT’s e universidades (públicas ou privadas), empresas da cadeia de valor do setor de alimentos e bebidas, pequenas e médias e grandes empresas, startups, empresas de base tecnológica e agências de fomento para projetos de P&D+I, com CNPJ ativo. A inscrição, com o desenvolvimento das alianças e submissão das propostas de projetos deve ser feita até o dia 4 de abril de 2024, no site: senaipr.org.br/futuro-alimentar 

Potencial para expandir 

De acordo com o relatório Energy Transition Investment Trends 2024, publicado pela BloombergNEF (BNEF), o investimento global na transição energética de baixo carbono aumentou 17% em 2023, atingindo US$ 1,77 trilhão. No entanto, considerando as características únicas do nosso país como matriz mais limpa, vocação natural para hidrogênio verde e alto volume de resíduos agropecuários que podem servir de insumo energético, a probabilidade é que os investimentos aumentem ainda mais nos próximos anos. 

Segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), em 2023, o Brasil bateu recorde de energia limpa, com 93% vindo de fontes renováveis. Mais da metade da energia gerada no ano passado (50 mil megawatts médios – MWm) vem de hidrelétricas, mas as usinas solares e eólicas têm acelerado o ritmo, com alta de 24% em relação a 2022, somando 13 mil MWm. De acordo com a projeção da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), só a energia vinda do sol deve atrair R$ 39 bilhões em novos investimentos em 2024. 

Embora o Brasil já tenha uma matriz energética de fontes renováveis, o país consome muito combustível fóssil, como gasolina, carvão mineral e óleo diesel. E é por isso que a Nestlé está buscando soluções inovadoras. 

Alexandre José Araújo dos Santos, coordenador do Instituto (IST) Mobilidade Elétrica e Energias Renováveis de Santa Catarina, aponta que a indústria de alimentos está entre os maiores consumidores de energia no Brasil. 

“Esse é um dos segmentos que mais vai utilizar da eficiência energética para diminuir custos no processo de fabricação, aumentar a competitividade e reduzir os gases de efeito estufa, que além de ajudar na manutenção da vida no planeta, cria oportunidades de negócios sustentáveis”. 

Busca por eficiência  

De acordo com o profissional, a política de eficiência energética é fundamental para reduzir custos operacionais, proporcionar maior economia e aumentar a produtividade e competitividade. 

A troca de maquinários por equipamentos mais modernos e a implantação de tecnologias para gestão de perdas e controle de consumo são apenas algumas das ações que podem ser feitas dentro das empresas. Para as indústrias do segmento alimentar que desejam incorporar ações sustentáveis, o profissional recomenda: 

“Programas como o Novo Brasil Mais Produtivo, que oferece consultorias voltadas para eficiência energética industrial e que proporciona economia e aumento da produtividade nos processos de fabricação, também são uma boa alternativa”, finaliza. 

Práticas sustentáveis nas operações da Nestlé  

Para se ter uma ideia das ações realizadas pela Nestlé, 100% das fábricas operam com energia renovável e todos os resíduos são destinados para coprocessamento, reciclagem ou compostagem. As 5 fábricas leiteiras do Brasil (Araçatuba, Goiânia, Ibiá, Ituiutaba e Montes Claros) também utilizam água de reuso da fabricação do leite em pó e leite moça, que no processo de secagem, libera uma quantidade significativa de água. 

Além disso, desde o início de 2022 a companhia vem acelerando sua transição para o uso de energia limpa, em linha com a meta global de ser uma empresa Net Zero em 2050. Além de ampliar sua matriz energética com o uso de biomassa, o próximo passo agora é adotar o biometano como o combustível verde em caldeiras e fornos, em projeto piloto iniciado na fábrica de Araçatuba (SP). 

Com isso, a fábrica passará a ter 20% de sua matriz de gases combustíveis abastecida com biometano até o final de 2024, substituindo o fornecimento que hoje é feito principalmente com gás natural; a maior parcela da energia elétrica e térmica seguirá sendo de fontes renováveis como eólica e biomassa (com 55%).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Salvador, BA
27°
Tempo limpo

Mín. 24° Máx. 25°

28° Sensação
6.66km/h Vento
62% Umidade
100% (4.08mm) Chance de chuva
05h56 Nascer do sol
05h23 Pôr do sol
Qui 25° 23°
Sex 25° 24°
Sáb 25° 24°
Dom 24° 22°
Seg 25° 23°
Atualizado às 12h51
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,48 +0,89%
Euro
R$ 5,99 +1,15%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,63%
Bitcoin
R$ 372,095,98 -1,02%
Ibovespa
129,210,25 pts 0.08%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias